quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Café Poema - 21-01-2011 - 21:30


e eis que desce mais um ano, ainda no espreguiçar típico da surpresa, sempre que agiganta a esperança.

assim, aqui fica o convite para mais um Café Poema onde iremos degustar a Lusofonia e as suas cambiantes.

 



a entrada ( sempre pela porta) é de borla.

por vezes sentado, outras de .

que não falte a voz,

nem o livro pendurado nas noites brancas,

que do corpo poema
a fala logo se lê.

Sem comentários:

Enviar um comentário