quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

12122012





do que me lembro?... apenas isto...
num acto rápido e sem importância alguma:
as chaves do carro caíram-me da mão!

(+12122012)

nenhures, num ponto multi e inverso a si mesmo,
existe um outro eu que habita as consequências improváveis,
os rumos e as veredas que não escolhi como primários
pessoas, verbos e paisagens que não experienciei
porque não foram o fundamento das minhas escolhas iniciais;
tudo o resto existe num curto-circuito de hipóteses
numa repetição eterna e longínqua da qual nos chega o eco
num estilhaço efémero.

(-20121212)

procurei  as chaves, e lá estavam elas no meio do asfalto,
não olhei para mais nada e quando me precipitei para as apanhar;
o meu outro eu evitou o meu atropelamento num dia de eco infinito:
no seu próprio acidente.


Sem comentários:

Enviar um comentário