sábado, 16 de novembro de 2013

Hoje



Queria dizer-te dentro dos teus olhos e de coração aberto: 
hoje pensei em ti!
nas tuas órbitas e nas tuas palavras que esculpiam um canto
na tua madeixa de noite e na impossibilidade da noite ser infinita
no teu vestido sensual de constelação distante
no traço corporal do teu regaço e na curva do teu sorriso 
nas mãos misteriosas das quais não consegui tirar a imaginação
no tempo que suspiras para além do tempo 
da tua atenção de mulher feita sonho doce algodão
no tempero picante da comida que ardeu em lágrima 
do teu adormecer em ponto de interrogação.
hoje quando vi uma andorinha poisada na tua janela
pensei no teu silêncio e escrevi
como são boas as surpresas que surgem no Outono.

Sem comentários:

Enviar um comentário