segunda-feira, 8 de maio de 2017

Bufo-pequeno (Asio otus)



Nesta madrugada fui até à Ponta da Erva e depois até Pancas, com intuito de testar o suporte para o flash em fotografia nocturna. A ideia era verificar, se com o flash afastado do corpo da máquina, seriam evitados as indesejáveis fotografias de bichos com olhos vermelhos (os resultados foram razoáveis, dependendo da inclinação da máquina, como se pode ver nas fotos). Na Ponta da Erva apenas formam observadas sete corujas, em duas tentativas que fizemos pela lezíria. A escassez das observações talvez tenham ficado a dever-se ao facto de haver vários talhões com água para o cultivo do arroz, o que poderia ter afugentado os ratinhos, tal como, estarmos em plena época de nidificação. 


Estava reservada para as imediações da Reserva Integral de Pancas a surpresa da noite, quando fomos surpreendidos pelo som agudo de um juvenil de Bufo-pequeno (Asio otus)) que se atravessou à frente do carro para depois voar para o alto de um pinheiro. Após tirar algumas fotos, a ave virou-se costas para comer descansada um senhor rato, tudo isto com maneiras e etiqueta. 

Seguem-se alguns testes...















Sem comentários:

Enviar um comentário