quinta-feira, 25 de julho de 2013

Erva-abelha


Quis filmar um poema vegetal. Algo que não fosse possível ver à vista desarmada.
Quis retardar o tempo. A dança de uma orquídea perante o evoluir da luz foi o desafio.
Durante 12 dias tirei um fotograma por cada hora filmagens, o resultado foi um time-lapse da orquídea Ophrys apifera.

Este filme contou com o apoio da Divisão de Gestão e Manutenção do Parque Florestal de Monsanto da Câmara Municipal de Lisboa.



Também disponivel no Meo Kanal

Sem comentários:

Enviar um comentário