domingo, 22 de setembro de 2013

Aves da praia da Parede #1

Como gostava mais dos bichinhos das rochas que dos grãos de areia; a praia da Parede foi a minha "praia" desde miúdo.
Também conhecida pelo iodo e pela argila existente, o que de forma empírica há quem afirme, que faz bem às maleitas ósseas. Por isso, no local são muitos os banhistas de argila, o que confere um ambiente muito particular àquele pacato areal.
Hoje em dia a praia da Parede faz fronteira com a Zona de Interesse Biofísico das Avencas (ZIBA), contudo a biodiversidade já não é a mesma dos meus tempos de menino, nomeadamente as algas diminuíram em número e em tamanho.
Descobrir o que estava diferente, foi esse o motivo que me levou a revisitar a minha infância e lá fui à praia, não propriamente com baldes ou ancinhos de outrora, mas quase...

***

Assim à primeira vista, estar deitado numa praia cheia de banhistas, a usufruir das energias do sol e do oceano não têm nada de mal, mas se juntarmos a essa combinação uma máquina fotográfica equipada com uma teleobjectiva de tamanho considerável, o caso pode mudar de figura. Perante alguma curiosidade tive que dizer que estava a fotografar passarinhos. Creio que os veraneantes perceberam que não estava a registar as desgraças alheias e tudo correu bem. Afinal foi uma tarde bem passada a observar aves na praia da Parede. Eis algumas espécies:

Seixoeira (Calidris canutus)


Rola-do-mar (Arenaria interpres)


Borrelho-grande-de-coleira (Charadrius hiaticula)


Pilrito-das-praias (Calidris alba)


Fiquei de voltar, em breve...


2 comentários:

  1. Excelentes fotos! Valeram todos os esclarecimentos que teve de dar.

    ResponderEliminar
  2. Sim. Vale sempre a pena ... Muito obrigado Rosário Freitas.

    ResponderEliminar