quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

O voar da eternidade

Sinto que o tempo e a partícula que Deus fez
não serão suficientes para explicar
a suave demora que Deus levou a conjugar toda a matéria
num céu habitado por tudo o que a eternidade ainda desconhece
num simples verbo que se fez voar

4 comentários:

  1. Independentemente da questão de Deus... pergunto: e andar, e nadar e mergulhar???

    ResponderEliminar
  2. E eu respondo: tudo isso (mal ou bem) consegues fazer de forma natural, quanto ao verbo voar, já tenho sérias dúvidas que o consigas sem recurso a asas artificias.

    Abraço.
    SG

    ResponderEliminar
  3. resta saborear a breve tonalidade efémera

    ResponderEliminar